segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Dominados

Gálatas 5.16-26

Ao contrário, revistam-se do Senhor Jesus Cristo, e não fiquem premeditando como satisfazer os desejos da carne (Rm 13.14).

O filhos de Deus têm como fruto desta relação a liberdade para andar em conformidade com a Sua vontade. Isso não impede o conflito interno entre os desejos de se fazer o que é mal e o que é bom. Essa luta entre carne e espírito é constante mesmo na vida do cristão.   
É preciso tomar muito cuidado para não se desviar do caminho da verdade. Por isso nosso texto diz que é necessário viver no Espírito. Viver diariamente sendo guiado por Deus. Andar por bons caminhos que agradem a Deus, desenvolvendo hábitos saudáveis. 
À medida que aprendemos a andar no Espírito, a carne fica cada vez mais dominada e fragilizada. Quem está ocupado buscando a paz não se deixa levar pelo ódio. Que pensa em fidelidade não busca a imoralidade. Quem vive e anda em amor deixa de lado o ciúme e a discórdia. Quem na vida busca domínio próprio e mansidão não vive embriagado e cheio de inveja. O contrário também pode acontecer. Quem anda nos caminhos da carne se afasta de Deus e enfraquece espiritualmente. 
Devemos nos alimentar do que é bom, e não do que é mal. Não devemos buscar o que estimula o pecado. A vida na carne é ilusão, prisão. Viver na carne é despertar tudo o que há de ruim na natureza humana. 
É preciso analisar o nosso modo de viver diário. Qual o lazer que buscamos, as amizades que temos, os filmes que assistimos, os sites que visitamos, quanto tempo oramos, lemos a Bíblia e nos ocupamos com coisas espirituais?
O apóstolo Paulo, falando em Romanos 7 sobre esta luta constante, diz: “Miserável homem que eu sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?” (Rm 7.24).  Depois de falar isso, dá graças a Deus, pois sabe que a graça de Jesus o alcançou dando-lhe o perdão e um novo caminho.  Peça ajuda a Deus. Somente ele pode formar nosso coração para o bem. Ele pode nos afastar e nos fazer vencer as mais horríveis tentações.  

O socorro vem do Senhor, ele o guardará de todo mal. Diga não a carne.