quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Feliz Aniversário

Salmo 92.1-4

Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais dirás: Não tenho neles prazer (Ec. 12.1).

O dom da vida é um privilégio que deve ser celebrado. Uma data propícia para pensar no que já passou. Reconhecer e agradecer as bênçãos que você já recebeu. Também momento de refletir sobre o que poderá fazer nos dias que seguirão. Momento de reconsagrar sua vida ao serviço de Deus. Orar pedindo que Deus te guie no ano por vir. Dia de dizermos a Deus: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Sl 90.12) . 
O maior presente que podemos ganhar neste dia é a presença de Deus e sua instrução. Para isso devemos seguir o conselho do sábio Salomão que disse:  “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais dirás: Não tenho neles prazer” (Ec. 12.1). 
Lembre do teu criador. Lembre que sua vida é uma obra de Deus. Ele é o teu criador. Mais do que filho de sua mãe e de seu pai, você foi criado por Deus. A sua vida é um presente de Deus. 
Lembre nos dias da tua mocidade, enquanto você tem saúde. Não viva como se Deus não existisse. Tão ocupado que na sua agenda só sobrará espaço para Ele daqui a muitos anos. 
Não se esqueça de Deus em suas decisões, em seu caminho. Para isso, busque conhecê-lo mais e mais. Nós só lembramos daquilo que temos constante contato. Para lembrar de Deus é preciso contato com a Bíblia, a Palavra de Deus. É preciso falar com ele através da oração, é preciso prestar atenção no que ele diz a você. Se Deus ocupar o seu pensamento, Ele sempre será lembrado. 
Deus ocupa nosso pensamento quando fazemos como o salmista que pela manhã tinha a mente tomada pela lembrança do amor de Deus e sua misericórdia. E quando ia dormir, depois de ver que por mais um dia Deus tinha cuidado dele, agradecia pela fidelidade de Deus. Como é bom poder fazer isso – “anunciar de manhã a tua misericórdia e, durante as noites, a tua fidelidade”.

Deus possa ser uma luz que sempre te acompanhe e te guarde.