quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Independência ou morte

Salmo 33.8-12
Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao SENHOR; porque na sua paz vós tereis paz (Jr 29:7).

O dia 7 de Setembro é comemorado com desfiles e manifestações de civismo em várias cidades do Brasil. Um momento de resgatar o sentimento nacionalista. Momento de reflexão sobre nosso país. Em 7 de Setembro de 1822, às 16h30, Dom Pedro proclamou a independência do Brasil em relação a Portugal. Sua frase histórica: "Viva a independência e a separação do Brasil. Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro promover a liberdade do Brasil. Independência ou Morte!". 
Esta independência pode ser um fato em relação a Portugal, mas a maior independência que uma nação precisa buscar é a independência do pecado. A frase histórica deste feriado, “Independência ou Morte!” é um fato, principalmente em relação ao pecado. Se não houver independência do pecado, o caminho é a morte. Apenas conhecendo a Cristo é possível ser livre do pecado e da morte. 
Ainda estamos muito longe desta Independência no Brasil. Vemos uma nação que caminha em corrupção, injustiça social e violência.  Uma nação em que muitas pessoas estão afastadas de Deus e ainda não conseguiram a independência do pecado. A maior escravidão que um povo pode ter é a escravidão do pecado. Feliz a nação que Deus é o Senhor. Uma nação que busca em Deus a libertação do pecado. 
Esta data deve ser um momento de reflexão principalmente para a igreja nacional sobre o seu papel em relação a evangelização do nosso povo. Devemos orar pelas cidades, procurar a paz das cidades através da comunicação do evangelho libertador. Como diz Mateus 5.13-14, “vós sois o sal da terra...vós sois a luz do mundo”, a iniciativa e a ação em favor da sociedade humana deve ser primeiramente dos cristãos. 
Isto exige uma ação mais comprometida da Igreja Nacional em direção a evangelização do nosso povo. Feliz o povo que Deus escolheu para ser dele. Que o Brasil seja alvo da misericórdia de Deus. 

Independência do pecado é através da dependência de Deus.