quarta-feira, 5 de outubro de 2016

GRATIDÃO

Colossenses 3.12-17

Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos (Cl 3:15).

O editorial de um jornal no Dia de Ação de Graças contava a história de uma professora que pediu a seus alunos da primeira série que desenhassem alguma coisa pela qual eles se sentissem agradecidos. Ela não podia imaginar o que aquelas crianças, criadas em bairros tão pobres, teriam para agradecer. A professora ficou muito surpresa com o desenho que um menino lhe entregou. Era uma simples mão desenhada com dificuldade. De quem seria aquela mão? A classe foi atraída por aquela imagem enigmática. Acho que deve ser a mão de Deus que traz alimentos para nós – disse uma das crianças. É a de um fazendeiro – disse outra – porque ele sustenta muitas pessoas. Depois que todas as crianças retornaram a seus lugares, a professora curvou-se sobre a carteira daquele menino e perguntou-lhe de quem era aquela mão. – É a mão da senhora, professora – ele murmurou. A professora lembrou-se de que costumava conduzir aquele menino pobre e raquítico ao recreio, segurando-o pela mão. Às vezes ela ajudava outras crianças também, mas aquele gesto significava muito para ele.
“Sejam agradecidos”. Estas duas palavras devem fazer parte de nossa vida diária.  Infelizmente encontramos uma sociedade que tem prazer em enfatizar aspectos negativos. Somos desconfiados, desesperados, desanimados, mal encarados etc. Só ficamos agradecidos por “grandes coisas” e por pouco tempo. O que prova que quanto mais temos, mais queremos, mais precisamos para ficar satisfeitos. Por isso, os maiores exemplos de gratidão encontramos nas pessoas com maior dificuldade. Quando nos encontramos em momentos difíceis, passamos a enxergar a importância de cada conquista positiva.
Deus se agrada daquele que no lugar de reivindicar está pronto a doar, que no lugar de murmurar os seus lábios abrem-se para agradecer. Faça isso neste dia, aproveite o seu tempo e suas palavras numa atitude de gratidão.

Plantando sementes de gratidão no seu coração, colherá um fruto chamado paz.