domingo, 23 de outubro de 2016

Livros

2 Pedro 3.1-9

Mas, se alguém obedece à sua palavra, nele verdadeiramente o amor de Deus está aperfeiçoado. Desta forma sabemos que estamos nele. (I Jo 2.5)

O bibliófilo José Mindlin escreveu, em seu livro “No mundo dos livros”, o seguinte: “Quem se inserir na fauna de leitores que dispõem de bibliotecas está se preparando para viver cercado de novos amigos, pois o livro é um dos melhores amigos imagináveis. Não cria caso em hipótese alguma e está à disposição do proprietário da biblioteca em qualquer tempo: mesmo que tenha ficado na estante durante anos seguidos sem ser tocado, não reclama. Mas… não deixe de visitar os livros periodicamente. Eles apreciam essas visitas!”
É muito verdadeiro este pensamento, principalmente quando nossa biblioteca é repleta de bons livros. E, se lembrarmos que o significado da palavra Bíblia é livros, podemos ver que quando temos a Bíblia em nossas mãos temos não apenas um livro, mas uma biblioteca conosco. Quando lemos a Bíblia, nos sentimos próximos de nosso grande amigo Jesus, o amigo verdadeiro. Quando lemos a palavra de Deus podemos sentir a segurança de Deus sempre presente. Mas, infelizmente estes bons livros às vezes ficam anos seguidos sem ser tocados, deixando de abençoar seu possuidor. A Bíblia, uma grande amiga, é abandonada por falsas amizades.
Precisamos ler mais a Bíblia. É lendo a Bíblia que nos preparamos para a vida. A Bíblia é o manual das decisões. Nela somos aperfeiçoados no amor. Mas, principalmente, a Bíblia é o manual da salvação. Ela serve como despertador para nos acordar para a realidade, nos afastar das nossas próprias paixões, mostrando o caminha da santidade. Na Bíblia, somos confortados pelas promessas de Deus, o nosso grande amigo que realmente cumpre o que prometeu. Na Bíblia lemos sobre a paciência e misericórdia de Deus que deseja que cheguemos ao arrependimento. 
Não deixe de visitar os livros da Bíblia periodicamente. Felizes são os que apreciam a palavra de Deus e lhe obedecem. 


A eficácia da Bíblia se deve a ela ser verdadeiramente a palavra de Deus.