sábado, 17 de dezembro de 2016

Alegria do Natal

Lucas 2.8-14

O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor (Lc 2.10-11).

Ouvimos muito falar que as comemorações do Natal cada vez mais estão se afastando do seu verdadeiro significado. O interessante é que para nós cristãos tudo que vemos nesta época do ano não nos distrai do verdadeiro significado do natal, mas pelo contrário, tudo nos faz lembrar do Natal e de seu verdadeiro significado. Se olhamos para as luzes do natal, podemos lembrar que Jesus é a luz do mundo. Quando olhamos para o comércio e as compras do natal, podemos pensar que Jesus é o presente dos céus para nós, um grande tesouro maior que qualquer outro presente. Até mesmo o Papai Noel pode trazer à nossa memória o amor de Deus em cuidar de cada um de nós. E por mais absurda que seja a associação do natal com alguma coisa, só o fato de ouvirmos a palavra natal nos faz pensar em Jesus. 
Mas, cuidado! Podemos fazer do Natal a época mais triste de nossas vidas, quando nossa expectativa nesta data é o Natal em si mesmo e seu chamado “Espírito do Natal”, quando no lugar de associarmos a comemoração com o nascimento de Jesus estamos distraídos em nossas boas festas, quando o Deus conosco não está conosco, quando nossa expectativa maior nesta época não é a presença de Jesus, mas o encanto das compras, das luzes, das reuniões de família, dos excessos de comida e bebida. 
Não é possível ficar cheio do Espírito, embriagados com vinho. Esta expectativa errada foi bem descrita na música de Assis Valente que diz: “Papai Noel, vê se você tem a felicidade pra poder me dar. Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel. Já faz tempo que eu pedi. Mas o meu Papai Noel não vem. Com certeza já morreu. Ou então felicidade é brinquedo que não tem”. Essas frases da famosa música revela uma das expectativas que estão no coração das pessoas para essa data tão especial: FELICIDADE! 
Não é simplesmente porque é “Natal” que os problemas irão se resolver de forma mágica. Nossa alegria no Natal é porque ele é a recordação do nascimento de Jesus. Jesus é a nossa alegria. 


Feliz Natal