segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Tenhamos esperança

Romanos 4.18-21

E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo” (Rm15.13). 

A esperança é um maravilhoso presente de Deus para seus filhos. O maior privilégio que temos na vida é poder viver como ricos, ricos de esperança. O escritor J. I. Parker disse: “Enquanto há vida há esperança, dizemos, mas a verdade mais profunda é que enquanto há esperança há vida. Tirando a esperança, a vida, com sua variedade fascinante de oportunidades e experiências, se reduz à mera sobrevivência - desinteressante, não gratificante, desolada, monótona, e repulsiva, um fardo e dor.”
Sem esperança realmente a vida não vale nada. É a esperança que gera uma vida feliz, motivada, cheia de energia. Sem esperança, por mais que alguém tenha saúde e força está sujeito ao desanimo, à depressão, ao desespero. 
Mas esperar o quê? Não há nada de bom para esperar? Realmente não teremos esperança se olharmos para o mundo, se nossa esperança for financeira, política, ecológica, etc. Mas se nossa esperança está firmada em Jesus, se nossa esperança é Jesus, estamos no caminho certo. 
Paulo diz que Abraão, já com cem anos, esperando contra a esperança, creu que iria ser pai de muitas nações. Ele se fortaleceu na fé, na convicção do poder de Deus. Estando plenamente convicto de que ele (Deus) era poderoso para cumprir o que prometera.
Apesar das dificuldades que enfrentamos, sempre temos esperança e podemos com alegria dizer que somos os mais felizes de todos os homens.


Pela consolação das escrituras, tenhamos esperança.