sexta-feira, 10 de março de 2017

Trevas ou luz

Jeremias 23.30-33

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más” (Jo 3.19).

Uma empregada doméstica muito desmazelada, quando repreendida pela falta de asseio nos quartos, exclamou: “Estou certa de que os quartos estarão sempre limpos se o sol não mostrar os cantos sujos”. 
Quando Jeremias anunciou a mensagem de Deus ao povo, foi perseguido, pois estavam vivendo na escuridão, não queriam ver a luz. Estavam acostumados a ouvir os profetas que só falavam o que eles queriam ouvir, por isso detestaram a mensagem do verdadeiro profeta de Deus. Acharam a mensagem pesada. Deus disse para Jeremias dizer ao povo, que pesados eram eles. “Vós sois o peso, e eu vos arrojarei”. Aquele povo que estava achando a palavra de Deus difícil de carregar é chamado de peso indesejável. Um peso que seria arremessado para longe dele.  
Quem anda nas trevas não sabe de onde veio e nem para onde vai. O andar constante nas trevas tem poder de cegar os olhos. A luz então passa a incomodar. A luz expõe o pecado, por isso é mais cômodo, para quem quer viver pecando, manter a luz apagada. Quem ama o mau se rebela contra o evangelho que mostra seus pecados. 
Não devemos fugir da luz. Devemos amar a luz do evangelho, da verdade de Deus, seus ensinos e até suas repreensões. Deus nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Não somente queremos a luz, como agora também somos a luz do mundo. 


Quem ama o mal aborrece a luz, quem ama a Deus anda na luz.