terça-feira, 4 de abril de 2017

Quem é Deus?

Salmo 145.1-7

Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos.” (Rm 11.33).

Como é possível a criatura descrever o criador? Como definir Deus? A pergunta quatro do Breve Catecismo de Westminster sobre quem é Deus é respondida com as seguintes palavras: “Deus é espírito, infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade”. Não foi fácil chegar a esta definição. A história conta que os pastores reunidos na Abadia de Westminster, quando chegaram a esta pergunta, ficaram temerosos sobre o que dizer. Então fizeram um período de oração. Um dos que oraram começou dizendo: “Deus, espírito infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade…” Um outro pastor, naquele momento, anotou a oração de seu colega. Depois chegaram à conclusão de que a oração foi a melhor resposta que poderiam escrever para esta tão difícil pergunta. 
Esta é uma boa resposta. Em João 4.24 aprendemos que Deus é espírito. No Salmo 90.2, encontramos o ensino de que Deus é Deus de eternidade a eternidade. O Salmo 145.3 afirma que grande é o Senhor e a sua grandeza é insondável. Um Deus imutável em quem não pode existir variação ou sombra de mudança, como diz Tiago 1.17. Deus se revela a Abraão em Gênesis 17.1 como sendo o Todo Poderoso. 
Este é o nosso Deus. Santo, santo, santo é o Senhor Deus.


Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito”.