domingo, 7 de maio de 2017

Amor leal

Lamentações 3.19-24

“Pois grande é a tua misericórdia para comigo, e me livraste a alma do mais profundo poder da morte.” (Sl 86.13).

“Nunca vou esquecer a desgraça, o gosto das cinzas, o veneno que engoli. Lembro de tudo — ah, e como lembro — o sentimento de chegar ao fundo do poço. Mas há outra coisa que lembro e, ao lembrar, continuo agarrado à esperança: O amor leal do Eterno não pode ter acabado, Seu amor misericordioso não pode ter secado. Eles são renovados a cada manhã. Como é grande tua fidelidade. Eu me apego ao Eterno (digo e repito). Ele é tudo que me restou” (Lm 3.19-24 - Versão A Mensagem).
O texto de Lamentações 3 é um grande refrigério para nossa vida. Neste texto encontramos a afirmação de que grande é a fidelidade de Deus e que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã. Em nossa vida podemos passar por uma situação traumática, podemos enfrentar dificuldades que nos deixam deprimidos, assustados, totalmente decepcionados. Momentos infelizmente inesquecíveis pelo grande mal que nos causaram. Parece até que o gosto da vida se foi. O prazer desfalecido morreu. Mas é justamente nesta hora que uma impossível esperança brota dentro de nós. Esta esperança vem da lembrança de que o amor de Deus não pode se acabar. A sua fidelidade nos traz a confiança de que a sua misericórdia não nos deixará ser consumidos pela nossa dor. O que parecia ser o fim se mostra um recomeço. Quando pensei que não tinha nada, vi que tinha mais do que tudo que precisava. Quando pensei que estava sozinho, vi que de uma forma especial possuía a presença de Deus. 


Espera pelo Senhor e ele te livrará.