sexta-feira, 12 de maio de 2017

Reagindo bem

Tiago 1.2-8

“Ao aflito livra por meio da sua aflição e pela opressão lhe abre os ouvidos.” (Jó 36.15)

É interessante como duas pessoas podem reagir de forma completamente diferente quando estão diante de situações idênticas. A forma como reagimos aos acontecimentos fará toda a diferença. Se reagirmos bem, com sabedoria, podemos até transformar um grande problema em oportunidade. O maior exemplo que já ouvi a respeito disso é a história do vendedor de sapatos que foi enviado para uma cidade distante a fim de sondar o mercado. Ao chegar no local, foi tomado por um grande desânimo: todos andavam descalços pelas ruas. O vendedor, imediatamente, ligou para a empresa e solicitou que todo o projeto de venda para aquela região fosse cancelado: “Aqui ninguém vai se interessar pelo produto”, justificou. Outro vendedor foi enviado para a mesma região a fim de confirmar o fato. Ao chegar, notou a mesma coisa, e entusiasmou-se. Com a mesma veemência do colega, ligou para a empresa e foi logo dizendo: “Mande-me uma carga completa com vários números e modelos. Enviem o quanto puderem, pois aqui ninguém usa sapatos. O mercado promete sucesso!”
Em nosso caminho vamos encontrar pedras. No lugar de atirá-las em alguém, podemos fazer delas um alicerce. As dificuldades podem ser uma oportunidade de nos aproximarmos mais de Deus e experimentar o seu cuidado. Deus nos ensina por meio do sofrimento e usa a aflição para abrir os nossos olhos. Deus não se esquece de nós. Ele vê a nossa aflição e transforma nosso pranto em riso. As cordas da aflição podem ser rompidas pela força que Deus nos providencia. 


Encontre os melhores caminhos. Agir bem, faz bem.