segunda-feira, 3 de julho de 2017

Tempo de servir

1Pedro 4.10

“Servi, pois, ao Senhor, vosso Deus, e ao seu povo de Israel” (2Cr 35.3b).

O alerta de 1Pedro 4 é: “o fim está próximo”. Ele diz que no tempo que nos resta, não devemos viver de acordo com as paixões de homens, mas segundo a vontade de Deus. O fim de todas as coisas está perto, hoje mais próximo do que ontem. A palavra que deve nos acompanhar é “prudência”. Esta prudência nos afasta de uma vida de busca por realização pessoal, uma busca por prazer e materialismo, e nos aproxima de uma vida de doação e serviço ao próximo.  
A recomendação de 1Pedro 4.8 é que acima de tudo devemos amar com sinceridade ao nosso próximo: “tende amor intenso uns para com os outros”. Deus nos deu dons, nos capacitou com muitas qualidades e condições para ajudarmos as pessoas. “Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use o seu próprio dom para o bem dos outros!” (1Pe 4.10 NTLH).  
Precisamos servir uns aos outros, de acordo com o dom que recebemos. Não é uma tarefa fácil. Devemos juntar todas as nossas forças. Servir o próximo é amar aquele que não é digno de ser amado; amar, apesar da injúria e do insulto; amar, mesmo quando esse amor não é correspondido. Mas, fazendo assim, nossa vida deixa de ser egoísta. Nosso propósito passa a ser abençoar os outros e edificar o povo de Deus. Nosso alvo, a glória de Deus. O cristão deve ser uma pessoa de coração e mãos abertas para servir. Não estamos no mundo para ser servidos, mas para servir. 

Abra suas mãos para servir a seu irmão.