sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Haja Luz

Gênesis 1.1-5

“Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto” (Sl 4.6).

No primeiro dia da criação, encontramos a afirmação de que Deus criou a luz. “Disse Deus: Haja luz; e houve luz”. Haja luz é a tradução das palavras hebraicas Fiat lux. Existe uma marca de fósforo com este nome: Fiat Lux. O fabricante não inventou este nome, ele foi buscar sua marca na Bíblia. E é um nome bem sugestivo para fósforos, porque Fiat lux significa “faça-se luz”. Deus, o grande criador de luz, criou a luz. A primeira atividade da criação foi criar a luz. A luz que ilumina os nossos dias. Enche a terra de alegria depois de uma longa noite. A luz que serve para nos orientar. 
Existe um duplo sentido muito especial na palavra luz. Ela é usada não apenas para falar da luz natural, mas é muito usada na Bíblia para falar do próprio Deus. A palavra luz é sinônimo de Deus. Deus é luz! Através da luz podemos enxergar melhor e é, através de Deus, que podemos realmente enxergar e encontrar o caminho a seguir. “Tu, SENHOR, és a minha lâmpada; o SENHOR derrama luz nas minhas trevas” (2 Sm 22.29). Quando recebemos a luz de Deus também nos tornamos luz. “Vós sois a luz do mundo” (Mt 5.14). Jesus disse que a nossa luz deve brilhar diante dos homens, para que eles vendo as nossas obras glorifiquem a Deus. Somos transportadores da luz. Interessante que a palavra fósforo é a combinação de duas palavras: Phos = Luz e Phoros = Transportador. Deus é luz e nós somos os fósforos, os transportadores da luz de Deus.  

Que Deus seja a nossa luz e que levemos esta luz ao mundo.