sábado, 18 de novembro de 2017

Um oferta

Lucas 21.1-4

“Porque todos estes deram como oferta daquilo que lhes sobrava; esta, porém, da sua pobreza deu tudo o que possuía, todo o seu sustento” (Lc 21.14).

Uma igreja estava celebrando o Dia de Ação de Graças e cada cristão foi convidado a trazer uma oferta de amor. O envelope de um haitiano chamado Edmundo tinha US13. Essa quantia correspondia a três meses de um trabalhador de lá. O líder da igreja ficou muito surpreso e procurou Edmundo, mas não conseguiu vê-lo. Mais tarde, o encontrou na vila e insistiu para que ele lhe desse uma explicação e descobriu que ele tinha vendido seu cavalo por US 13 para dar a Deus. Mas por que ele não havia ido à celebração? Ele hesitou e não quis responder. Finalmente Edmund disse: “Eu não tinha camisa para vestir”.
Quanto doamos a Deus? Não estou falando apenas de dinheiro. O quanto estamos dispostos a entregar ao Deus de nossa vida? Deus diz a nós: “Filho meu, dá-me o teu coração”. A Bíblia diz que devemos entregar nosso caminho ao Senhor e confiar nele. Devemos entregar a Deus nossas decisões, nossa vontade, nosso tempo, nossos pensamentos, entregar tudo o que possuímos. Não apenas sobras, não apenas ofertas que aparentemente são grandiosas, mas ofertas que mesmo pequenas aos olhos humanos, muito representam para Jesus. Antes de olhar para a oferta, Deus vê o nosso coração. Podemos entregar tudo nas mãos de Deus sem qualquer medo, quem dá a Deus não fica sem nada. Quem entrega sua vida a Deus é enriquecido. Quem vive para Deus tem o maior tesouro. 


O que nos faz pobres é contentarmos em dar sobras para Deus.