quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Deus conosco

Mateus 1.21-23

“Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos” (Is 57.15b).

Ele está entre nós. Jesus deixou claro isso quando disse antes de subir aos céu: “E eu estarei sempre com vocês”. Podemos confiar, Deus está conosco todos os dias. Em Mateus 1, quando José fica sabendo que Maria estava grávida resolve deixá-la de forma discreta para não difamá-la. Neste momento, aparece um anjo do Senhor que lhe diz: “Não temas receber tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo.” Estas palavras foram de grande conforto para José que amava Maria e a tinha escolhido como sua esposa. Mas maior foi o conforto e alegria dele quando ficou sabendo que o filho que ela esperava era o filho de Deus. O anjo do Senhor disse que seu nome deveria ser Jesus, “porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.” Disse também que Jesus seria chamado de Emanuel, nome de forma hebraica - “Emanu”, significa “conosco” e “El” que refere-se a “Elohim”, ou Deus. Deus conosco!
Jesus, nascido de Maria, gerado pelo Espírito Santo, foi literalmente um Deus presente. Ele andou no meu do povo, se alimentou, fez milagres e ensinou pessoas. Mas mesmo quando subiu aos céus não deixou de ser um Deus presente. A presença de Deus, mais do que física, foi e continua a ser presença espiritual. Deus não é um Deus distante, é um Deus “conosco”, ele está com a gente. O Deus “Elohim”, Deus forte, poderoso, criador, transcendente, acima de todos os “deuses” é o Deus que habita com o homem humilde e pecador. 


Deus é alto refúgio nele jamais seremos abalados.