domingo, 21 de janeiro de 2018

A língua

Tiago 3.1-7

O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um (Cl 4.6).

O dom maravilhoso que Deus nos concedeu da fala deve ser bem cuidado por nós. Nossas palavras devem ser agradáveis. Nosso falar deve abençoar os outros e não amaldiçoar. Veja abaixo algumas frases e versículos selecionados que nos inspiram nesta tarefa de sermos sábios no falar. 
Nossa língua é uma bomba que puxa do coração água doce ou amargosa. 
Raras vezes nos arrependemos do nosso silêncio; frequentemente de havermos falado. Quem não sabe calar, não sabe falar. 
Se não sabeis dizer coisa alguma fazeis bem ficando calado; mas se sabeis, fazeis mal.
A palavra pode nos elevar ou nos abater. Dignificar-te como sábio ou estigmatizá-lo como um louco.
Nada será bem sucedido na arte da guerra se não tiver cuidadosamente planejado - Assim também na arte de falar. 
Aquele que fala mal de tudo e de todos, nada acrescenta. 
A palavra mostra o homem, pois a língua tem raiz no coração. 
Terrível arma é a palavra! Quando manejada por um coração nobre, quantos bens e delícias derrama ela sobre a vida, tornando-a mais suave e harmoniosa! Usada porém por um coração vil, de quantas misérias e desgraças não se torna veículo!
A boa palavra deve sempre ser dita, pacientemente, humildemente, com carinho, com benevolência; deve-se dizê-la uma vez, muitas vezes sem cansaço, até que alguém a ouça. 
Uma palavra custa pouco, e muitas vezes é imenso o bem que ela produz. 
É certo que devemos dizer sempre a verdade, mas nem sempre a verdade deve ser dita. 
O mal dos tagarelas é terem sempre os olhos fechados e a boca sempre aberta. 
Bom é saber calar até ser tempo de falar. Palavra sem freio, caráter sem valor. 
O dia de hoje não voltará jamais, mas o que eu disse perdurará eternamente. 

A palavra é o mais doce dos néctares, ou o veneno mais mortífero.