domingo, 7 de janeiro de 2018

Mate de fome

Filipenses 4.8-9

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós (Tg 4.7).  

Um filho de pastor chegando na juventude sentiu o chamado para também ser pastor. Ele então pede um conselho a seu pai. “Pai, como posso ser cristão e pastor se ainda tenho fortes tentações e tenho pecado muitas vezes? Eu acredito que não consigo abandonar o pecado do adultério”. O seu pai olhou para ele e disse: “Mate ele de fome. Pare de alimentar o pecado que ele vai morrer de fome”. 
Tudo que é vivo se não recebe alimento morre. Se você deixa de praticar certo pecado dia após dia ele vai morrendo dentro de você. Resistir as tentações é a única forma de vencê-la. Afastar-se do mal, deixar de abastecer o coração com o pecado é o passo mais importante para a saúde da alma. Nossa mente é a boca do coração e do coração nascem nossas ações. Os nossos pensamentos irão alimentar ou envenenar nossa vida. Provérbios 4.23 nos aconselha sobre isso dizendo: “Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos” (NTLH). Devemos guardar o coração, porque dele procedem as fontes de vida. 
Entretanto, além de matar o pecado de fome é preciso alimentar a santidade com o pão da vida que é a palavra de Deus. Provérbios 3.1b-2 diz: “o teu coração guarde os meus mandamentos; porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz”. 
Alimentamos a nossa mente quando ocupamos o nosso pensamento com coisas saudáveis. “encham a mente de vocês com tudo o que é bom” (Fp 4.8b NTLH). Coisas boas devem ser o alvo de nossos pensamentos. “Se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (RA). 
Esta deve ser nossa luta constante. Isso consiste em afastar, resistir, fechar os olhos, matar de fome o pecado e ao mesmo tempo aproximar, olhar, buscar, desfrutar da presença de Deus. Que o nosso pensamento seja ocupado com tudo o que é verdadeiro, justo, puro e com tudo que for amável. 

Uma amizade com o mal nos faz inimigos de Deus.