segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Pensamentos…

Filipenses 4.8-9

Para os puros, todas as coisas são puras; mas para os impuros e descrentes, nada é puro. De fato, tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas (Tt 1.15).

Acredito que existe uma razão lógica para o apóstolo Paulo, em sua exortação, dizer que devemos tomar cuidado com o que pensamos. É muito fácil controlar algumas ações ou palavras, mas podemos facilmente descuidar de nossos pensamentos. As ações e palavras são vistas, os nossos pensamentos podem ficar bem escondidos. Também podemos observar que a exortação é positiva. Ou seja, não tem uma lista de coisas às quais não devemos pensar e sim em que devemos pensar. Pensar em coisas boas e aproximar-se do que é bom ocupa o espaço dos maus pensamentos e os faz insignificantes. 
Segundo Paulo, deve ocupar nosso pensamento:  1- Tudo que é verdadeiro. Toda verdade vem de Deus. Devemos pensar no que vem de Deus, no que Deus considera bom. 2- Tudo que é respeitável. O que merece respeito, digno de aceitação, nobre. 3- Que é justo. O que é correto aos olhos de Deus e dos homens. 4- O que é puro. Pensamentos impuros sujam a mente e adoecem o coração. 5- Tudo que é amável. Aquilo que pode ser objeto de nosso amor. 6- O que for de boa fama. O que é recomendável. Aquilo que é agradável. 7- Se alguma virtude há. Se é algo que faz bem. 8- Se algum louvor existe. Pensamentos dignos, louváveis. 
Em resumo, Paulo diz que devemos encher nossa mente com coisas boas. Nossos pensamentos bons devem ser alimentados. Eles irão gerar novas e melhores ações. 
É promessa de Deus nos dar um novo coração e mente. Jeremias 31.33 diz: “Porque esta é a aliança que firmarei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o SENHOR: Na mente, lhes imprimirei as minhas leis, também no coração lhas inscreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”. Nossa mente precisa de renovação. Uma mente renovada que não se conforma com os pensamentos deste século, busca realizar a vontade de Deus. 


Eleve seus pensamentos à obediência e à verdade.