sábado, 10 de março de 2018

Caiu e levantou

Salmo 37.22-24

Levanta do pó o necessitado e do monte de cinzas ergue o pobre; ele os faz sentar-se com príncipes e lhes dá lugar de honra (1Sm 2.8).

“Se cair, não ficará prostrado, porque o Senhor o segura pela mão”. É muito bom saber que Deus nos guia no caminho que devemos andar, ele nos protege. E quando caímos, Deus não nos abandona, não nos deixa no chão. Deus estende sua mão e nos coloca em pé novamente. 
O Pastor Luiz Henrique escreveu o seguinte sobre este versículo: “Essa é uma das mais lindas promessas das Escrituras. Deus não fica feliz quando você cai, por isso deseja sempre ajudá-lo a se levantar e a refazer a sua jornada. Toda queda requer um recomeço. Todas as vezes que o ser humano cai, e, pela graça de Deus se levanta, há uma possibilidade imensa de se levantar melhor”. 
Precisamos acreditar nestas promessas de Deus. Podemos recomeçar, podemos levantar e refazer algumas coisas que ficaram mal feitas, podemos continuar melhor e prosseguir de pé. Também devemos acreditar nesta promessa agindo na vida dos outros. Às vezes, temos dificuldade de acreditar que certas pessoas possam se reerguer. Devemos acreditar e ajudar aquele que está caído a se levantar. Devemos dar oportunidade aos outros. Como precisamos da ajuda dos outros, devemos ajudar aquele que se encontra em dificuldades. O Pastor Luiz Henrique lembra que muita gente não ajuda o seu próximo e ainda se alegra com a queda dele. Pessoas que torcem para que os outros se deem mal, se julgam donos da verdade e não permitem que os outros sirvam ao Senhor. Pessoas que trabalham com empenho para derrubar os outros e se aproveitam da queda do outro para benefício próprio. Ele diz: “Essas pessoas dizem que seguem a Deus, mas elas não levantam o caído, portanto, não fazem o que mais agrada a Deus que é ajudar o outro a se levantar”. 
Com a ajuda de Deus, fique de pé e quando estiver em pé cuide para não cair e ajude a quem precisa. 


Que possamos crer em nossa restauração e também na recuperação do nosso próximo.