segunda-feira, 16 de abril de 2018

Desapontamentos

Salmo 34.4-7

Em ti, Senhor, busquei refúgio; nunca permitas que eu seja humilhado (Sl 71.1).

Lloyd M. Perry disse: “As praias da vida muitas vezes ficam juncadas com os destroços das vidas desiludidas”. Desapontamentos, desistências e desilusões são muito comum. Todos os dias nos deparamos com histórias de pessoas que em certo momento desistiram, pararam a corrida, voltaram de mãos vazias. Mas o mundo também está cheio de exemplos de pessoas que lutaram e venceram o aparentemente invencível, dos que recomeçaram e foram muito adiante do que jamais sonharam. Uma destas pessoas foi Thomas A. Edison. Ele queria fazer uma bateria de níquel-ferro-alcalina. Ele fez cinquenta mil experiências, e falhou cinquenta mil vezes. Alguém lhe perguntou: “Você não fica frustrado com todos esses fracassos?”. “De forma alguma”, respondeu ele, “pois aprendi cinquenta mil formas pelas quais ela não pode ser feita, e, por conseguinte, estou cinquenta mil vezes mais perto da experiência que, por fim, terá êxito”. Edison usava os desapontamentos em seu próprio benefício. 
Todos nós temos que lidar com os desapontamentos diariamente. Se ficamos facilmente abatidos, nossa vida será infeliz. A aflição na hora da derrota deve trazer à nossa memória a confiança em Deus. Na angústia devo clamar bem alto a Deus. Na hora da tempestade devo recorrer a Palavra de Deus  que nos consola. Nos desapontamentos, conheço meus limites, minha verdadeira condição e a necessidade do fortalecimento em Deus. É atravessando as dificuldades que nos tornamos melhores. O grande Canyon é o resultado do esforço do rio Colorado para abrir caminho, durante séculos, através da rocha. A pérola, uma das mais belas pedras preciosas, é o resultado de dor e irritação causadas na ostra, em que camada após camada de beleza é adicionada ao redor do grão de areia perturbador. E o diamante, que reflete os raios do sol em todas as cores refulgentes do arco-íris, é o resultado das pressões e choques ocorridos nas profundezas da terra. 

Desapontamento, uma nova oportunidade de recomeçar.