sábado, 28 de abril de 2018

Dons espirituais

1Coríntios 12.1-11

Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos (Ef 2.10).

Somos criados para as boas obras. Somos feitura de Deus, foi Deus quem nos fez. A nossa união com Cristo nos dá a possibilidade de andar conforme as obras que Deus já preparou para nós. Estas obras podem ser chamadas de Dons Espirituais. Poucas coisas fazem uma diferença tão grande na vida dos cristãos quanto descobrir, desenvolver e usar os dons espirituais. Para muitos cristãos isto é o início de um novo relacionamento com Deus e com outros membros do corpo de Cristo. “Se todos nós prometêssemos a Deus que faríamos um esforço sincero para descobrir e utilizar totalmente nossos dons espirituais, toda a Igreja cristã passaria por uma revolução” (Peter Wagner).  
Este é o desejo expresso por Paulo em 1Coríntios 12. Ele quer que cada membro do Corpo de Cristo descubra, confirme e exerça seus dons. Para exercer corretamente os dons espirituais é preciso conhecê-los. Saber a verdade sobre o que eles são e como devem ser exercidos. É importante ressaltar que os dons não são para dividir as pessoas, mas para uma soma de esforços. Somos membros do corpo de Cristo. Cada membro tem uma função no corpo. Há diferentes habilidades, mas não concorrência ou competição. Trabalhamos para o bem de todos. Mesmo esta habilidade não vem de nós mesmos, mas Deus é quem dá a cada um condição para o trabalho. 
Cada um de nós é um instrumento importante na obra de Deus. Por isso, Paulo termina o capítulo 12 dizendo: “se esforcem para ter os melhores dons”. Busque os dons com dedicação. Para o bom desempenho de nossos dons é necessário esforço. Busque os melhores dons, os mais adequados aos seus talentos naturais e também às necessidades do momento. Às vezes, Deus nos chama a um trabalho que não temos muita habilidade, não devemos negar seu chamado. Se Deus nos chamou, ele vai também nos capacitar.  

O melhor caminho é servir a Deus.