sábado, 14 de abril de 2018

Nossas decisões

Provérbios 4.18-22

Muitos perguntam: “Quem nos fará desfrutar o bem?” Faze, ó Senhor, resplandecer sobre nós a luz do teu rosto! (Sl 4.6).

O olho enxergou uma montanha e disse: Vejam que bela montanha temos no horizonte! O ouvido tentou escutá-lo, mas não conseguiu. A mão falou: - Estou tentando tocá-la, mas não a encontro. O nariz foi conclusivo: - Não existe montanha alguma, pois não sinto seu cheiro. Então todos chegaram à conclusão de que o olho estava enganado. 
Em que se baseiam as nossas decisões? Devemos tomar muito cuidado, porque sempre existirão maus conselheiros com propostas erradas. A razão disto é muito simples, os cegos não podem enxergar e por isso não podem nos guiar na direção correta. Nossa decisão deve tomar como base a visão que Deus e sua palavra nos dão. Nossa base de decisão é a vontade de Deus. Em tempo de decisão, Deus estará presente e indicará o caminho que devemos seguir. Quanto mais nos aproximamos de Deus mais temos condição de discernir todas as coisas. A nossa vida vai saindo da escuridão para a claridade. É como andar numa estrada e ver a luz da aurora, que brilha cada vez mais até ser dia claro (Pv 4.18). Quem não vai por este caminho de Deus, vai na direção inversa e a cada dia que passa a escuridão vai se intensificando. 
Para tomarmos decisões sábias nunca devemos perder de vista os ensinamentos de Deus. A palavra de Deus precisa ser guardada em nosso coração. Só Deus nos mantém saudáveis. 
Nosso desejo deve ser como o do salmista que disse: “Tu, Senhor, manténs acesa a minha lâmpada; o meu Deus transforma em luz as minhas trevas” (Sl 18.28). 
Somente Deus transforma a nossa vida, abre os nossos olhos e nos faz discernir o que é correto. Nos faz ver o caminho que devemos seguir. O Senhor comprova e aprova nossas decisões. Deus nos protege e torna suave nosso caminho. Ele abre as porta para aqueles que observam as suas exigências e tomam decisões segundo a sua vontade perfeita. 

Não perca de vista a direção de Deus para as suas decisões.