sábado, 25 de agosto de 2018

Herança

1 Reis 8.52-53

Ao povo que formei para mim mesmo a fim de que proclamasse o meu louvor (Is 43.21).

Geralmente quando se fala em herança, logo pensamos em algo de muito valor que alguém ganhou. Herança não é algo que podemos pegar conforme a nossa vontade. Não é algo que eu possa escolher. Nossa herança principal está relacionada à família que pertencemos. É então algo incrível saber que Deus nos escolheu para sua herança. Fomos escolhido como a porção de Deus. Aqui não somos nós que vamos acrescentar a Deus valor. Em nosso caso acontece o contrário. Nosso valor vem de pertencermos a Deus. Somos de Deus e por isso nós, que estávamos perdidos e não tínhamos mérito algum, somos povo de Deus. Podemos entender isso de forma simplificada quando vemos alguém muito famoso vendendo, por exemplo, uma peça de roupa que lhe pertenceu. Esta roupa em si não tinha muito valor. O valor que ela tem está relacionado em ter sido usada por aquela pessoa importante. Nossa importância e nossa alegria vêm do fato de pertencermos a Deus. Como diz o salmista: “Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança” (Sl 33.12).
O povo de Deus é sua propriedade. Israel era herança de Deus, todos aqueles que estão em Cristo, agora são herança de Deus. Sua promessa para nós é de uma aliança eterna. Pertencermos a um povo escolhido por ele. “Sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha” (Êx 19.5b). 
É muito bom saber que Deus nos considera sua herança. Em Deuteronômio 7.6, Deus nos chama de tesouro pessoal: “Pois vocês são um povo santo para o Senhor, o seu Deus. O Senhor, o seu Deus, os escolheu dentre todos os povos da face da terra para ser o seu povo, o seu tesouro pessoal”.
Que possamos a cada dia ser realmente povo de propriedade exclusiva de Deus. Buscando a santidade e anunciando as virtudes de Deus que nos chamou das trevas para a maravilhosa luz da sua presença (1 Pe 2.9). 

Somos herança de Deus e Deus é nossa herança.