domingo, 23 de setembro de 2018

Sacode a poeira

Salmo 119.129-136

Porque é louvável que, por motivo de sua consciência para com Deus, alguém suporte aflições sofrendo injustamente (1Pe 2.19).

Um fazendeiro que lutava com muitas dificuldades possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos em sua pequena fazenda. Um dia, seu capataz trouxe a notícia de que um dos cavalos havia caído num velho poço abandonado. O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá. O fazendeiro foi rapidamente até o local do acidente e avaliou a situação, certificando-se de que o animal não havia se machucado. Mas, diante da dificuldade de retirar o animal do poço e em razão do alto custo da operação, achou que não valia a pena investir no resgate. Tomou, então, a difícil decisão: determinou ao capataz que sacrificasse o animal jogando terra no poço até enterrá-lo ali mesmo. E assim foi feito: comandados pelo capataz, os empregados começaram a lançar terra para dentro do buraco, de forma a cobrir o cavalo. Mas, à medida que a terra caía em seu dorso, o animal a sacudia e ela ia se acumulando no fundo do poço, possibilitando assim que o cavalo fosse subindo. Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrar e que, ao contrário, estava subindo à medida que a terra enchia o poço, até que, finalmente, conseguiu sair.
Têm pessoas que encontram problemas em cada oportunidade, outros conseguem encontrar soluções para cada problema. Deus nos dá sabedoria. Não podemos nos entregar à derrota. Sempre que nos encontrarmos em situações difíceis, devemos buscar a orientação de Deus. Muitas vezes as soluções vêm da forma mais improvável e inesperada. Até mesmo a ação do inimigo que tenta jogar sobre nós todo peso de sua maldade, Deus usa para fortalecer-nos. Não deixe a sujeira acumular, não espere os problemas se multiplicarem. A cada conflito, reaja com a ajuda de Deus. Como diz a canção de Paulo Vanzolini: “Reconhece a queda e não desanima. Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”.

A palavra de Deus é fonte de vida e sabedoria.