sábado, 27 de outubro de 2018

Últimos dias

2Timóteo 3.1-4

Nestes últimos dias falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o universo (Hb 1.2).

Às vezes reclamamos quando ligamos a televisão e só vemos notícias ruins. Será que não existe nada bom para se mostrar? Coisas boas até existem, mas a muito tempo Paulo já alertava: “nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis”. Quando Paulo fala sobre os últimos dias, ele está descrevendo o presente, e não o futuro. “Com a vinda de Jesus, a era antiga já havia passado, sendo o amanhecer dos últimos dias” (John Stott). Timóteo já estava vivendo os últimos dias, como nós também. Infelizmente é falsa a esperança de dias melhores aqui neste mundo. As coisas podem até melhorar um pouco por algum tempo, mas depois voltam a ficar ainda piores. 
O grande responsável disto é o próprio homem e sua maldade. Paulo deixa claro isso. Depois de afirmar sobre dias maus, ele descreve os homens maus. É fato, se existe corrupção é porque existem corruptos, se existe violência é porque existem assassinos. Se os dias são maus é porque os homens são maus. 
A maldade do homem é descrita em uma grande lista que pode ser resumida em uma só frase. Os homens serão mais amigos de si mesmos do que de Deus. A primeira palavra que aparece nesta lista é “egoístas”, e o versículo 4 termina dizendo: “mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus”. O egoísmo destrói qualquer pessoa, a torna arrogante, desumana. O amor próprio desordenado nos afasta de Deus. 
Por que Paulo fala isso para Timóteo? Ele fala para alertá-lo. Nós também, quando ouvimos e vemos a maldade em tantos lugares, devemos considerar o perigo. Não só de ser alvo da maldade, mas de deixar-se contaminar, tendo o mesmo pensamento do mundo. Nossa esperança está em Cristo. Deus fala conosco através de Jesus. Somente tendo uma amizade com Deus, poderemos nos afastar da amizade deste mundo e do amor exagerado às nossas vontades. 

A solução é ter Deus em primeiro lugar e o ego em último.