terça-feira, 6 de novembro de 2018

Ação obstinada

2Samuel 23.9-10

E lhes disse: A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita (Lc 10.2).

Eleazar é um dos três valentes que estavam sempre com Davi. Em uma batalha contra os filisteus, quando os israelitas se retiraram, ele ficou e lutou até que teve uma cãibra tão forte na mão, que não podia largar a espada. Ficou tanto tempo segurando a espada sem soltar, sem mudar de mão e esticar os dedos, que a espada ficou como que “pregada à mão”. 2Samuel 23.10 diz: “ele manteve a sua posição e feriu os filisteus até a sua mão ficar dormente e grudar na espada”. Deus efetuou naquele dia grande livramento. 
Podemos dizer, com certeza, que se nos dias de hoje nos falta valentes é porque falta determinação, obstinação e persistência. Não temos muitos valentes nos dias de hoje porque faltam pessoas que não só começam, mas não persistem no que estão fazendo até o fim. Alguns quando quase já estão completando uma tarefa, faltando pouco tempo, desistem. O que nos mantém longe da vitória, muitas vezes, são poucos minutos ou centímetros. Um cavalo ganha uma corrida por uma cabeça na frente, um carro consegue ser o primeiro por poucos segundos. Uma pequena diferença pode fazer de nós de medíocre a valente e de valente a medíocre. “Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus” (Lucas 9.62). Precisamos agir com perseverança e persistência, sem desistir. 
O interessante de Eleazar é que ele pegou a espada para a guerra e lutou tanto que quando a batalha parou não conseguia soltar a espada. A persistência nos faz ficar apegado, habituado ao trabalho. É difícil começar qualquer tarefa, mas quem se envolve, se apega a algo, difícil também será parar. É como acordar cedo. Por alguns minutos, quando acordamos, nem queremos levantar da cama. Mas depois de algum tempo, não pensamos mais em dormir. Queremos seguir adiante, viver, cumprir os compromissos do dia. 

Para ser valente é preciso obstinação.