domingo, 4 de novembro de 2018

Cura da soberba


Filipenses 2.5-11

Pois, quem torna você diferente de qualquer outra pessoa? O que você tem que não tenha recebido? E se o recebeu, por que se orgulha, como se assim não fosse? (1Co 4.7).

A soberba é o pecado mais comum que existe. “É uma reação natural de quem nasceu em iniquidade e foi concebido em pecado (Sl 51.5). No fundo, no fundo mesmo, ele quer ser como Deus (Gn 3.5). Quer subir ao céu, acima das nuvens, acima das estrelas, e se tornar semelhante ao Altíssimo (Is 14.13-14)” (Elben Cézar). Quem conhece a Cristo não pode permanecer neste estado de pecado. Precisa ser libertado do processo consciente ou até mesmo inconsciente desta enfermidade moral. 
Deus não se agrada de nossas atitudes vaidosas. Jesus disse que os humildes de espírito herdarão o reino dos céus. Podemos aprender sobre humildade com Cristo, o mais humilde de todos. Pois ele sendo Deus assumiu a forma de servo. “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus” (Fp 2.5). Paulo faz um apelo a imitarmos Jesus. É preciso imitar sua mansidão, sua obediência, seu trabalho, sua servidão, seu amor. 
A humildade de Jesus pode ser vista em toda a sua vida. Ele nunca se preocupou em possuir coisas ou qualquer reconhecimento por parte das pessoas consideradas importantes da época. Jesus se preocupou em buscar o perdido, em curar os enfermos, amparar os pobres e humildes. Jesus podia estar na casa de um homem rico ou nas ruas empoeiradas junto de uma pessoa pobre. Em qualquer lugar, ele era sempre o mesmo. Isso porque não vivia em busca de seus interesses, mas sua missão era fazer a vontade de Deus. Sua vida era para agradar a Deus e não realizar a sua vontade. 
Aprendamos com a humildade de Jesus. Deixemos de nos preocupar com o nosso valor diante dos outros. Vamos parar de valorizar apenas coisas grandiosas. Sempre lembremos que, se existe algo que se sobressai em nós, é porque foi da vontade de Deus, é Ele que nos faz sobressair. Deixar a soberba é reconhecer que só Deus deve ser louvado. 

Enumere os feitos de Deus através do tempo e agradeça por tudo.