quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Gratidão em dar e receber

Eclesiastes 2.10-11

Eu lhes garanto: Quem receber aquele que eu enviar, estará me recebendo; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou (Jo 13.20).

Oprah Winfrey conta a seguinte história: “Minha amiga Geneviève certa vez me deixou uma tigela de limões amarelos ainda com seus caules e folhas, recém-colhidos do seu quintal e amarrados com uma fita verde, diante da porta da minha casa, com um bilhete que dizia: “Bom dia”. O conjunto todo era tão bonito em sua simplicidade que, muito tempo depois de os limões murcharem, eu sentia o presente todas as vezes que passava pelo lugar onde tinha posto a tigela. Agora, mantenho-a sempre cheia de limões para guardar a lembrança daquele bom dia.”
Duas atitudes devem fazer parte de nossa vida sempre: Saber dar e receber. São duas coisas que devem nos alegrar. É muito bom saber receber presentes, ser grato por ter sido lembrado, sentir alegria por ser considerado importante por alguém. Também é muito bom compartilhar um pouco do que temos com as outras pessoas. Dar presentes, dar nosso tempo, dar um pouco de nós mesmos. Quando damos alguma coisa a alguém, a pessoa que recebe ficará para sempre com parte de nós em sua lembrança. 
O dentista Diego Godói, que realiza um trabalho missionário com os moçambicanos, disse muito bem: “Toda pessoa deveria se conscientizar da importância de servir ao próximo. De como é gratificante quando você, de alguma maneira, pode ajudar alguém! Servir é uma decisão pessoal. É uma entrega. É ser humilde para reconhecer que alguém precisa de sua ajuda. É olhar ao redor e perceber que existe alguém, necessitando de cuidados!” Graças a Deus que nossa vida não é feita de isolamento, mas de relacionamento. Ficar sozinho é a opção mais pobre que alguém pode fazer. Viver sozinho em um mundo tão populoso é um desperdício. Cada um de nós tem muito a dar e também a receber. 
Podemos, todos os dias, experimentar estas duas coisas. Façamos boas obras e tratemos com honra aqueles que se dispõem a nos abençoar com sua ajuda. 


Recebemos muito e consequentemente muito podemos dar.