terça-feira, 20 de novembro de 2018

O tamanho da fé

Lucas 17.3-6

Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!” (Lucas 17.5). 

A Bíblia de Genebra comenta esta passagem dizendo: “Aparentemente, os discípulos presumiam que, segundo o ensino de Jesus, somente uma fé muito grande seria capaz de perdoar. No entanto, Jesus disse que até mesmo uma fé minúscula pode fazê-lo; além disso, mais importante do que a quantidade de fé que alguém possui é o objeto desta fé - o Deus todo poderoso”. 
Nossa fé é desenvolvida através do estudo e prática das escrituras e também pela oração e comunhão da igreja. Como ensina a Confissão de Fé de Westminster em seu capítulo XIV.I - DA FÉ SALVADORA - “A graça da fé, pela qual os eleitos são habilitados a crer para a salvação das suas almas, é a obra que o Espírito de Cristo faz nos corações deles, e é ordinariamente operada pelo ministério da Palavra; por esse ministério, bem como pela administração dos sacramentos e pela oração, ela é aumentada e fortalecida”. 
Mas por que Jesus aparentemente negou o pedido de seus discípulos? Harold H. Cook disse: “Foi esta a única ocasião em que os discípulos pediram que Jesus fizesse neles uma operação espiritual. E o Senhor, em vez de atendê-los, lhes falou a respeito de um grão de mostarda! Qualidade antes do que quantidade. O desejo era bom, mas o modo de consegui-lo estava errado. O aumento da fé não vem assim de um golpe, mas por um processo. Não por milagre instantâneo, mas por crescimento. Eles pediram como dom de uma vez, o que devemos adquirir pela experiência resultante da obediência. Somos exortados a ter fé como um grão de mostarda não por ser este pequeno, mas porque tem vida, e, portanto, a capacidade de crescer. Crescer é um processo normal da semente viva, e se a fé é viva, ela aumentará. Certos elementos que contribuirão para desenvolver a semente: as chuvas, o sol e também a qualidade da terra”.
Que a semente da fé cresça de forma saudável em nossa vida. E, segundo a vontade de Deus, o impossível se realize através do poder de Deus. 


Senhor, aviva a nossa fé!