terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Deus promete e cumpre


Esdras 1.1-4

O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; ele o dirige para onde quer (Pv 21.1).

Somos limitados e falhamos. Prometemos, mas não cumprimos, mentimos, somos infiéis. Mas Deus cumpre o que promete. Embora às vezes seja difícil entender e confiar, estejamos certos de que Deus é fiel. Deus não é homem para mentir e não promete o que não possa cumprir. Quando olhamos para o passado e vemos tudo o que Deus já fez, somos fortalecidos pois tudo aconteceu como foi anunciado. Como a sua obra ainda não terminou é certo que o que começou irá terminar como planejou. Muitas de suas promessas ainda estão por se cumprir. Uma destas histórias do passado é registrada no livro de Esdras. Ele conta a história da restauração do povo de Deus. Esdras narra a fidelidade de Deus em cumprir suas promessas. Fala sobre o cumprimento da profecia de Isaías 44.28 que anuncia, muito tempo antes, que Ciro iria libertar o povo e o templo seria reconstruído. 
Vivemos muitas vezes num cenário de desesperança. Isso torna difícil acreditar que encontraremos alívio e solução. Mas foi o que aconteceu no passado. O povo, quando levado cativo, estava totalmente dominado. Não existia chance alguma de libertação ou retorno. A única esperança deles foi a promessa de Deus. A palavra de Deus é suficiente. As promessas de Deus se cumprem, independente das possibilidades. O poderoso Ciro, que derrotou a Babilônia, se torna um servo nas mãos de Deus para executar sua vontade. Em Isaías 44.28 (NTLH) Deus diz: “Sou eu quem diz a Ciro: Você governará em meu nome e fará o que eu quero. Você ordenará que Jerusalém seja reconstruída e que sejam postos os alicerces do novo templo”.
Deus é o comandante do universo. Como no passado, antes mesmo de Ciro nascer, já havia determinado que libertaria o povo e cumpriu sua promessa. No futuro também cumprirá o que prometeu. Irá usar quem quiser e proverá o que for necessário para que suas promessas sejam cumpridas no tempo certo. 

Não haverá impossíveis em todas as suas promessas.