sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Sozinho


Gálatas 6.7-10

Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum (At 2.44).

Parece que solidão passou de problema para a solução na vida de algumas pessoas. Uma obsessão de muitos. São comuns frases como: Amo a minha privacidade. Não quero ver gente. John McKay disse: “Meus vizinhos são perfeitos. Não conheço nenhum deles”.
O mundo mudou, hoje não vemos uma família passando horas fazendo pamonha ou qualquer outro tipo de refeição juntos. Quando as famílias se reúnem é comum ver cada um sentado em um canto da sala olhando o celular. “Muitos equipamentos modernos e lojas de conveniência - lavadoras de louças, forno de micro-ondas, lanche rápido - reduziram drasticamente o tempo de convivência familiar. Embora isso possa não parecer ruim a princípio, tem seu lado negativo: Não temos muitas tarefas a fazer, portanto não as fazemos juntos” (Gary Kinnaman). 
Na Bíblia não encontramos um mandamento que diz para buscarmos o isolamento como fonte de prazer. Pelo contrário, a Bíblia fala para vivermos em comunidade, amar nosso próximo, servirmos uns aos outros, perseverarmos na comunhão. Diz que aqueles que passavam a crer em Deus estavam sempre juntos. Algumas vezes encontramos na Bíblia pessoas que buscaram a solidão, mas para ficar a sós com Deus. Buscaram o silêncio para ouvir melhor a Deus. Isso é muito bom, mas fora disto, devemos tirar mais tempo para ficar com as pessoas e menos para a solidão. 
Viver em comunhão e não no isolamento é uma grande forma de fazer o bem. Não nos cansemos de fazer o bem. Aproveitemos todas as oportunidades de fazer o bem a todas as pessoas com que convivemos, principalmente aos da família da fé. 
Ame as pessoas, use as coisas. Nossa tendência é ficar tanto tempo sozinhos e envolvidos com coisas, que passamos a gostar mais delas do que das pessoas. Mais do que amar a privacidade, que possamos amar o nosso próximo. Ficar sozinho pode parecer por um tempo uma coisa boa, mas incomparavelmente melhor é a alegria da comunhão.

Não confunda privacidade com felicidade.