sábado, 8 de dezembro de 2018

Superação


Salmo 30.7-12

Ó Deus, liberta Israel de todas as suas aflições! (Sl 25.22)

Era uma vez um riacho de águas cristalinas que serpenteava entre as montanhas. Em certo ponto de seu percurso, o riacho notou que à sua frente havia um pântano imundo, por onde deveria passar. Olhou, então, para Deus e protestou: - Senhor, que castigo! Eu sou um riacho tão límpido, tão formoso, e o Senhor me obriga a atravessar um pântano sujo como esse! Como faço agora? Deus respondeu: - Isso depende da sua maneira de encarar o pântano. Se ficar com medo, você vai diminuir o ritmo de seu curso, dará voltas e, inevitavelmente, acabará misturando suas águas com as do pântano, o que o tornará igual a ele. Mas se você o enfrentar com velocidade, com força, com decisão, suas águas se espalharão sobre ele, a umidade as transformará em gotas que formarão nuvens, e o vento levará essas nuvens em direção ao oceano. Aí você se transformará em oceano. 
Em toda nossa caminhada de vida vamos enfrentar problemas novos, tentações, dores e dificuldades. A vida é uma caminhada de superação. Eu não tenho escolha, eu preciso prosseguir, lutar contra os obstáculos que surgem diariamente. Acreditar em Deus nestas horas faz toda diferença. Entender que as dificuldades não são apenas castigo, mas elementos de superação, de crescimento, de formação do nosso caráter e de fortalecimento. Viver com medo é uma representação de falta de fé. O medo é falta de confiança. Também é errado aquele que acredita que a tudo pode vencer sozinho. Isto é orgulho. 
Portanto, o que devemos fazer: acreditar em Deus e não desistir. Fortalecidos pela companhia divina, viver na fé e confiança no Pai que sabe tudo o que temos necessidade antes mesmo que cheguemos a pedir.
A vida não é uma festa, nem um velório. A vida é uma caminhada que deve ser feita de força em força, de fé em fé. A vida não é nosso destino, mas o caminho que Deus nos dá para a eternidade. 

Quando o sofrimento fizer parte do caminho, enfrente-o e supere-o.