sábado, 26 de janeiro de 2019

Ampliando a visão


Leitura Bíblica: Mateus 15.1-9

Mestre, sabemos que falas e ensinas o que é correto, e que não mostras parcialidade, mas ensinas o caminho de Deus conforme a verdade (Lc 20.21).

Um desafio constante é respeitar a tradição e ao mesmo tempo estar aberto às mudanças. Principalmente quando vivemos em meio a tantos avanços e descobertas, com muitas opções para melhorar. Isso sem rejeitar princípios importantes. É preciso aprender a ser tradicional sem ser tradicionalista. Uma história provavelmente inventada ilustra o que estou dizendo: “No deserto, as frutas eram raras. Deus chamou um dos seus profetas, e disse: - Cada pessoa só pode comer uma fruta por dia. O costume foi obedecido por gerações, e a ecologia do local foi preservada. Como as frutas restantes davam sementes, outras árvores surgiram. Em breve, toda aquela região transformou-se num solo fértil, invejado pelas outras cidades. O povo, porém, continuava comendo uma fruta por dia – fiel à recomendação que um antigo profeta tinha passado aos seus ancestrais. Além do mais, não deixava que os habitantes das outras aldeias se aproveitassem da farta colheita que acontecia todos os anos. O resultado era um só: as frutas apodreciam no chão. Deus chamou um novo profeta e disse: - Deixe que comam as frutas que queiram. E peça que dividam a fartura com seus vizinhos. O profeta chegou na cidade com a nova mensagem. Mas terminou sendo apedrejado – já que o costume estava arraigado no coração e na mente de cada um dos habitantes”.
Mais do que manter nossas tradições, devemos pedir a Deus sabedoria para enxergar o que pode e deve ser mudado. Enxergar que o mundo se transforma, e que nós devemos nos transformar com ele. Os fariseus e mestres da lei foram exortados por Jesus: “Por causa da sua tradição, vocês anulam a palavra de Deus” (Mt 15.6). O interesse daqueles homens não era genuíno. O coração deles estava distante de Deus. “Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens” (Mt 15.9).

Façamos o bem da melhor maneira.