quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Espiritualmente inclinados


Leitura Bíblica: Romanos 8.1-11

Portanto, irmãos, estamos em dívida, não para com a carne, para vivermos sujeitos a ela (Rm 8.12).

Não podemos ser salvos pela prática de boas obras. Estaríamos perdidos se Jesus não tivesse  morrido na cruz para nos salvar. Ele recebeu o castigo do pecado que deveria vir sobre nós. E nós que estávamos mortos pelos nossos pecados nos tornamos vivos para Deus. 
A obra de Cristo em nossa vida nos tornou espiritualmente inclinados. Cristo nos transformou. Fomos regenerados, nascemos de novo. Ainda lutamos contra o pecado constantemente, mas se o Espírito está em nós, não estamos na carne, estamos no Espírito, em Cristo. Somos tentados, mas podemos resistir e vencer esta luta contra a carne. 
“A vida cristã, a vida de um crente justificado, apresenta-se essencialmente como vida no Espírito, ou seja, uma vida animada, sustentada, dirigida e enriquecida pelo Espírito Santo. O grande privilégio dos filhos de Deus é ter o Espírito Santo que mora neles para contradizer e dominar o pecado interior. Não devemos à carne, devemos ao Espírito Santo: Temos a obrigação de sermos santos” (R. C. Sproul). 
O ministério do Espírito é demonstrado em Rm 8.11: “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita”. O Espírito Santo nos vivifica, produz vida em nós. O Espírito, habitando em nós, dirige nossos pensamentos. Quem tem o Espírito busca as coisas do Espírito. O Espírito modifica nossas ambições, age na forma como ocupamos à paz.
Qual é o nosso foco? Para onde estamos nos inclinando? Se nossa mente está firmada nas coisas da carne, estamos na perdição. Se nossa mente está preocupada com as coisas de Deus, estamos no caminho da vida e da paz. Devemos nos ocupar das coisas do Espírito. 

Onde está o seu tesouro ali estará o seu coração.