terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Oração incessante


Leitura Bíblica: Lucas 11.5-8

Orem continuamente (1Ts 5.17). 

Logo após a oração ao Pai, encontramos em Lucas 11 uma parábola em que Jesus reforça a necessidade de que a oração seja constante e persistente. Ele conta que um homem recebe um amigo que chega de viagem à meia-noite. Como ele não tinha pão para alimentar o visitante, sai de casa e bate à porta de um vizinho. Ele estava diante de um dilema. Não poderia receber mal o visitante, mas também pedir pão ao vizinho causaria um grande desconforto a ele e ao vizinho. As casas em Israel, especialmente nas áreas rurais, eram pequenas, consistindo de apenas um cômodo usado como sala de jantar e dormitório. A casa tinha uma porta que permanecia aberta durante todo o dia. Mas, ao anoitecer, quando o sol se punha, o chefe da família fechava a porta e fazia correr uma tranca de maneira que se prendia nas laterais da porta, mantendo-a fechada para evitar os intrusos. Esteiras eram espalhadas e usadas como camas, nas quais a família toda dormia. Em tais circunstâncias, era muito difícil levantar no escuro e procurar algo. Mesmo assim, ele tomou a decisão, foi até o vizinho e pediu pão. O vizinho, acordando com o chamado inesperado, logo recusou o pedido. Mas com a insistência de seu amigo acabou abrindo a porta entregando os pães que foram pedidos. 
Devemos ver esta parábola como um ensino a respeito de como devemos orar. Simon Kistemaker disse: “Nesse exemplo, chamando atenção para a insistência do hospedeiro, que tem certeza de que o amigo lhe emprestará os pães, Jesus ensina que podemos procurar Deus em oração, sabendo que ele vai nos atender. Se o vizinho acorda à meia-noite e se levanta para emprestar os pães a seu amigo, muito mais fará Deus, o Pai, respondendo à oração de seu filho, que o procura em necessidade! Como o hospedeiro continuou a pedir, sabendo que seu vizinho lhe abriria a porta e lhe daria pão, assim o cristão deve continuar diligentemente em oração. Pela fé, ele sabe que Deus atenderá seus pedidos e lhe dará muito mais do que necessita”. 

Deus atende às orações em resposta à fé manifestada pelo crente.