quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Simplicidade


Leitura Bíblica: Isaías 22.12-14

Melhor é um pedaço de pão seco com paz e tranquilidade do que uma casa onde há banquetes, e muitas brigas (Pv 17.1).

Muitos têm se acostumado com o luxo, com grandes eventos e colunas de mármore. Passam a valorizar demais o “maravilhoso” e pagar muito por este luxo. Estão perdendo a visão da beleza de coisas pequenas, simples. O cafezinho coado na hora com um bolo, a caminhada na praça, o arroz com feijão. Já não se sentem bem no culto em uma casa humilde ou na reunião de oração. É claro que há tempo para todas as coisas. Tempo de festa, tempo de vestir a melhor roupa. Mas também existe o tempo do silêncio, tempo em que o que menos importa é a roupa que se veste. O problema desta busca constante pelo grande é que se começa a desprezar o que é simples e não se alegra com o que é comum. Viver em busca das grandes coisas o tempo todo também leva ao perigo da distração dos banquetes. Quando já não se sabe que já é hora da festa acabar e voltar para a realidade. Quando o importante é apenas se divertir. Em Isaías 22 encontramos uma profecia contra Jerusalém. Nela Deus chamou o povo ao lamento, ao choro. Eles deveriam refletir sobre suas vidas, confessar os seus pecados. Mas eles não deram ouvidos a Deus. Diz o texto: “Mas, ao contrário, houve júbilo e alegria, abate de gado e matança de ovelhas, muita carne e muito vinho! E vocês diziam: Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos” (Is 22.13). 
Esta vida de diversão não conseguirá nunca alegrar verdadeiramente o coração. Por isso, cada vez mais se busca coisas maiores para tentar encontrar algo que seja espetacular, sensacional e que venha a trazer diversão. É preciso resistir à tentação dos convites, a está busca desenfreada. Precisamos equilibrar nosso tempo. Viver dentro da nossa realidade, de nosso orçamento, de nossa condição e posição. É preciso ter uma vida equilibrada. Ser realmente feliz desfrutando da simplicidade, alegrando-se no Senhor e lembrando que todas as coisas passam. 

O melhor é o que Deus nos proporciona.