segunda-feira, 27 de maio de 2019

Como devemos orar?


Leitura Bíblica: Salmo 96.1-7

Vocês, orem assim: “Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome (Mt 6.9).

Acredito que todos nós temos a convicção de que devemos orar. Mas como devemos orar? Esta pergunta é respondida da seguinte forma no Catecismo Maior de Westminster, na questão 185: “Devemos orar com solene apreensão da majestade de Deus e profunda convicção de nossa própria indignidade, necessidades e pecados; com corações penitentes, gratos e francos; com entendimento, fé, sinceridade, fervor, amor e perseverança, esperando nele com humilde submissão à sua vontade”.
Orar com temor, reconhecendo a dignidade e glória de Deus, ao mesmo tempo consciente de nossa indignidade e pecado. Lembrando que perto está o Senhor de todos os que pedem a sua ajuda de forma sincera (Sl 145.18). Devemos orar como Davi: “Ó SENHOR Deus, atende o meu pedido de justiça! Escuta o meu pedido de ajuda. Ouve a oração que faço com sinceridade” (Sl 17.1 - NTLH). Deus não rejeita um coração humilde e arrependido. Deus quer socorrer os seus filhos que passam por necessidade. “Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês… abram a boca, e eu os alimentarei” (Sl 81.10). 
É maravilhoso saber sobre este cuidado de Deus. Somos tão pequenos, mas ocupamos o pensamento de Deus, ele se preocupa conosco. Por isso, como diz Hebreus 10.22: acheguemo-nos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme. Devemos nos aproximar de Deus através da oração com confiança, sempre com humildade e submissão para realizar a sua vontade. 
Para nos guiar na prática da oração temos a Bíblia. Na Bíblia, encontramos um importante modelo de oração. Quando um dos discípulos de Jesus pediu para ensiná-los a orar, ele ensinou a oração conhecida como oração do “Pai Nosso” (Mt 6.9-13; Lc 11.1-2). O Espírito Santo também é o nosso grande companheiro na oração, pois não sabemos orar como convém (Rm 8.26). Ele nos ajuda em nossa fraqueza e intercede por nós de acordo com a vontade de Deus. 

Ore com sinceridade, humildade e confiança.