quinta-feira, 13 de junho de 2019

Flores em vida


Leitura Bíblica: Romanos 12.10-13

A sabedoria é árvore que dá vida a quem a abraça; quem a ela se apega será abençoado (Pv 3.18).

O hábito de levar flores ao cemitério para homenagear os mortos vem sendo praticado há muitos anos. Além de ser uma forma de expressar carinho e gratidão por alguém que, de certa forma, marcou as nossas vidas, dizem que as coroas de flores representam o círculo de vida eterna. As flores, realmente, de uma maneira geral, simbolizam o ciclo da vida. São belas, são frágeis. Despontam rapidamente, se abrem para a vida, perfumam o ambiente, são bonitas, mas logo murcham e desaparecem. Respeito esta forma de homenagear os familiares de alguém, mas é certo que a pessoa que morreu não vai ter nenhum benefício por receber inúmeras coroas de flores. Quando Clarice Lispector morreu, a família e os amigos mandaram publicar no Jornal do Brasil um convite para o seu sepultamento que incluía uma orientação bastante clara: “Pede-se não enviar flores”. Mas Clarice adorava flores. Certa vez escreveu em uma crônica no Jornal do Brasil: “… primavera: eu de preto, tudo de ouro, eu com uma flor no cabelo, tu com mil flores nos cabelos e assim nos reconheceremos”. Se ela gostava tanto de flores, por que não levar flores? Acredito que seja porque ela já não mais podia recebê-las. 
Podemos dar muitas flores para as pessoas, mas enquanto elas ainda vivem. Dar flores em vida. Temos o privilégio de conviver com muitas pessoas. Podemos dar flores e presentes para estas pessoas. Podemos conversar, tomar refeições, compartilhar a vida com elas. Monty Roberts disse algo interessante: “O presente que de fato podemos dar aos outros é nosso tempo. Somente quando dispomos de nosso tempo para dar verdadeiramente atenção a outra pessoa é que a estamos presenteando com algo verdadeiramente nosso”. Dar tempo aos outros é uma verdadeira forma de doar-se. É um grande gesto de atenção e amor. De qualquer forma, independente de qual seja o presente que vamos dar a alguém, devemos dar enquanto esse alguém o pode receber. 

Amem uns aos outros.