domingo, 14 de julho de 2019

Se não fosse o Senhor


Leitura Bíblica: Salmo 124

O nosso socorro está em o nome do SENHOR, criador do céu e da terra (Sl 124.8).

Acredito que todos nós somos gratos a Deus pelo seu cuidado em nossa vida. Todos nós, que conhecemos a Deus, dizemos repetidamente: “não fosse o Senhor”. Palavras que expressam gratidão e principalmente consciência da constante necessidade da ajuda de Deus. João Calvino, comentando este Salmo disse: “Havendo sido a Igreja libertada providencialmente de perigo extremo, Davi exorta os crentes genuínos a renderem graças e lhes ensina, por seu memorável exemplo, que a sua segurança depende da graça e do poder de Deus”. Percebemos que eles tinham a convicção de que o Senhor estivera por perto nos momentos de grande perigo. “Não fosse o SENHOR, que esteve ao nosso lado” (Sl 124.2a). Reconheceram que sem o Senhor de forma alguma poderiam escapar dos seus inimigos: “Quando os homens se levantaram contra nós, e nos teriam engolido vivos” (Sl 124.2b-3a). 
Deus tem afeição por nós, ele nos defende e nos mantém em segurança. Nossa força vem de Deus. Só o Senhor pode garantir a nossa vitória. 
Encontramos neste Salmo 124 três atitudes que devem ser repetidas por nós. “Um reconhecimento do favor recebido por meio de livramento especial (1-5), depois um ato de culto agradecido bendizendo Jeová (6-7), e por último, uma declaração de confiança no Senhor por toda tribulação em tempo futuro” (C. H. Spurgeon).
O que seria de nós se o Senhor nos abandonasse, nos deixasse sozinhos? Quais os caminhos teríamos tomado em nossa vida? O que seríamos hoje? Bendito seja o Senhor que está e esteve ao nosso lado por todos anos de nossa vida. Graças a Deus que nos livrou de nossos inimigos, “não nos deu por presa aos dentes deles” (Sl 124.6). Também nos livrou de nós mesmos, de nosso pecado, mudando nosso coração, nos tornando mais parecidos com Jesus. “Salvou-se a nossa alma, como um pássaro do laço dos passarinheiros; quebrou-se o laço, e nós nos vimos livres” (Sl 124.7).

Deus preserva a nossa vida.