quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Levando o peso


Leitura Bíblica: Mateus 11.28-30

As minhas culpas me afogam; são como um fardo pesado e insuportável (Sl 38.4).

Com ar de cansaço um homem subia uma ladeira levando sobre o ombro um botijão de gás de cozinha. Alguém, bondosamente, ofereceu-lhe um carrinho de mão. O homem olhou rapidamente e disse: eu quero mesmo é levar o peso nas costas. Esta história fez-me lembrar o caso da mulher que andou na charrete de carona, levando na cabeça uma trouxa de roupas. O homem que oferecia a carona lhe falou: - Coloque a bagagem ao lado... Simploriamente, ela respondeu: O cavalo já está fazendo a gentileza de me levar, e ainda vai dar carona para a minha trouxa?
Estes exemplos acima aproximam-nos da triste realidade deste mundo inconsequente que tem prazer em levar consigo os pesos de uma vida pecaminosa, dispensando a libertação proposta por Jesus. Foi ele quem levou sobre si o peso dos nossos pecados e assumiu a nossa dor no ato de sua entrega na cruz do Calvário. O pecado escraviza os homens de tal maneira a ponto de fazê-los tristes e abatidos, mas Jesus continua convidando: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mt 11.28,30).  
A renúncia da humanidade aos apelos amorosos de Jesus é tal qual a atitude dos personagens acima, que dispensam os favores de quem pode levar seus fardos. “Os homens de nossos dias têm agido de forma soberba, dispensando a graça de Jesus e vivendo ‘sem graça’ ou na ‘desgraça’, na vida infeliz e sem sentido. A salvação de Cristo é o alívio para que a nossa vida seja abundante e triunfante” (Rev. Adiel Ferreira). 
E você? Tem agido assim também? Está dispensando ou apropriando-se dos favores de Deus em sua vida? Reflita sobre isso. É hora e tempo de abandonar “a trouxa de pecados” e de contar com o auxílio de Jesus. Ele quer aliviar o peso da ansiedade de seus problemas. Não dispense a graça e o amor de Jesus. 

Seja abençoado.