terça-feira, 27 de agosto de 2019

Seguir a Jesus


Leitura Bíblica: Lucas 9.57-62

Aquele que afirma que permanece nele, deve andar como ele andou (1Jo 2.6).

Muitas pessoas querem seguir a Jesus, mas não estão preparadas e dispostas a dedicar suas vidas como é realmente necessário. No capítulo 9 de Lucas, encontramos o modelo do discípulo, este modelo é o próprio Jesus. Por duas vezes podemos ver a dedicação de Jesus em cumprir o seu ministério e o chamado aos seus discípulos para seguirem no mesmo caminho. Em Lucas 9.22, Jesus disse: “É necessário que o Filho do homem sofra muitas coisas e seja rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, seja morto e ressuscite no terceiro dia”. Logo a seguir, ele dirige uma palavra aos seus discípulos, dizendo: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me” (Lc 9.23). A mesma coisa ocorre no verso 51 que afirma que Jesus “partiu resolutamente em direção a Jerusalém”. Ele estava cumprindo a sua missão de entregar sua vida na cruz. Sua determinação é exemplo para todos nós. E é neste contexto que Lucas fala sobre três supostos seguidores de Jesus nos versos 57 a 62. 
“Cristo foi para a cruz para sofrer e morrer a fim de pagar o preço pelo pecado. Seus discípulos também precisam se preparar para uma vida de sofrimento e negação, não a fim de expiarem seus pecados, mas para se assemelharem ao seu cabeça e mestre” (Comentário Bíblia Herança Reformada).  
Através do exemplo de três candidatos, podemos ver que realmente é preciso muita dedicação para ser um seguidor de Jesus. Exige compromisso, requer esforço, não apenas boa intenção. Exige prioridade, requer primazia e exclusividade, requer foco. Que nosso desejo seja ser um verdadeiro candidato de Jesus, seguindo os seus passos. Como Josafá, estejamos determinados na busca da verdade: “Tornou-se-lhe ousado o coração em seguir os caminhos do SENHOR” (2Cr 17.6). Respondendo como Isaías: “A quem enviarei? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim” (Is 6.8).

O discípulo caminha junto com seu mestre.