segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Dívida!


Leitura Bíblica: Mateus 10.40-42

O Soberano, o Senhor, vem com poder! Com seu braço forte ele governa. A sua recompensa com ele está, e seu galardão o acompanha (Is 40.10).

Hugh T. Kerr conta que um menino chamado Bradley, quando tinha quase oito anos, adquiriu o hábito de considerar tudo em termos de dinheiro. Certa manhã, quando Bradley desceu para o café, colocou sobre o prato da mãe um papelzinho cuidadosamente dobrado. A mãe abriu-o e quase não acreditou no que o filho escrevera: Mamãe deve a Bradley: Por levar recados, 3 dólares. Por tirar o lixo, 2 dólares. Por varrer o chão, 2 dólares. Extras, 1 dólar. Total, 8 dólares que mamãe deve a Bradley. A mãe sorriu ao ler aquilo, mas não disse nada. Na hora do almoço, ela devolveu a conta sobre o prato de Bradley, junto com os 8 dólares. Os olhos de Bradley faiscaram quando ele viu o dinheiro. Enfiou-o depressa no bolso, já sonhando com as coisas que ia comprar com sua recompensa. No mesmo momento, ele viu um outro pedaço de papel ao lado do seu prato, cuidadosamente dobrado, igualzinho ao seu. Quando abriu, viu que era uma conta da sua mãe: Bradley deve a mamãe: Por ser boa para ele, nada. Por cuidar da sua catapora, nada. Pelas camisas, sapatos e brinquedos, nada. Pelas refeições e pelo lindo quarto, nada. Total que Bradley deve a mamãe, nada. Bradley ficou sentado, olhando para sua nova conta, sem dizer nenhuma palavra. Minutos depois, levantou-se e puxou os 8 dólares do bolso, colocando-os na mão de sua mãe. E depois disso passou a ajudar a mãe por amor.
Será que, como Bradley, quando ajudamos alguém, mesmo não tendo coragem de cobrar, ficamos meditando no coração a dívida que acreditamos que nosso próximo tem para conosco? Quando isso acontece perdemos muito. Pois colocamos preço em algo que não tem preço. Como cobrar pela bênção de poder ajudar? Fazendo isso, limitamos a nossa recompensa com valores terrenos. Sendo que pelo que fazemos por amor, como servos uns dos outros, receberemos grande galardão dos céus. 

De graça recebemos, com graça doamos.