terça-feira, 1 de outubro de 2019

Jesus, nosso alimento


Leitura Bíblica: João 6.47-51

Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede (Jo 6.35).

Encontramos no capítulo 6 de João a história do milagre da multiplicação dos pães e dos peixes. Numerosa multidão seguia Jesus. O tempo estava passando e a fome chegando. Como alimentar tamanha multidão? André informa a Jesus: Está aí um rapaz que tem cinco pães e dois peixinhos. A reação de Jesus está em João 6.11: “Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam”. Este milagre despertou mais o interesse das pessoas por Jesus. Mas não um interesse espiritual e sim material. Em João 6.26, Jesus os repreende dizendo: “Em verdade, em verdade vos digo: vós me procurais, não porque vistes sinais (não porque entenderam os meus milagres - NTLH), mas porque comestes dos pães e vos fartastes”.
Os milagres sempre têm um sentido espiritual. Jesus disse que aquelas pessoas só viram Jesus - o pão -, mas deviam compreender além disso que ele era o pão da vida. Jesus diz que o desejo deles deveria ser mais pelo pão do céu do que pelo pão da terra. “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo” (Jo 6.27).
Jesus é o pão da vida. Todo que se alimenta de Jesus tem a verdadeira vida. Alimentar-se de Jesus, comer da sua carne, é crer que Jesus morreu para nos salvar. Quem crê em Jesus tem a vida eterna. 
Estamos bem alimentados? Como podemos nos alimentar espiritualmente? Podemos nos alimentar espiritualmente de diversas maneiras, mas principalmente pela oração, leitura da Bíblia e participação da ceia. Devemos sempre lembrar que “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mt 4.4). Alimentar-se não deve ser apenas pelo estômago, necessitamos de alimento espiritual para viver. 

Só Jesus pode dar sentido à vida.