quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Flores e espinhos


Leitura Bíblica: 1João 5.1-4

Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento (2Co 2.14).

Os desertos do México são lindos devido, em grande parte, à variedade extraordinária de casas e suas belas flores. Porém, dizem que são as espécies mais espinhosas de todo o mundo. 
As pessoas são muitas vezes plantas paradoxais. Excelentes em certas coisas, bonitas, mas também espinhentas. É você uma pessoa com quem os outros podem viver alegremente? Ou será que somente aqueles que estão vendo você à distância podem admirá-lo? 
Para se obter uma vida sem tantos espinhos é preciso aprender com Jesus a amar. Quem ama a seu próximo demonstra verdadeiro caráter cristão. Se buscamos amar a Deus e ao próximo, quanto mais nos aproximarmos das pessoas, mais perfumadas elas ficam. Como disse Paulo: “Deus por meio de nós, manifesta a fragrância do seu conhecimento. Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem” (2Co 2.14-15). As pessoas poderão ver de perto que somos conforme nossa aparência. Verão que nossa beleza é até maior do que parece. Pois de perto não verão a nós mesmos, mas o que somos em Deus. E quando nos aproximarmos dos outros não vamos feri-los e sim, seremos remédio. Não chegamos sozinhos perto de ninguém, sempre traremos conosco a palavra de Deus, seus conselhos sábios, o consolo que o Espírito Santo dá. 
Quando nos enchemos do amor de Deus passamos a transpirar este amor. Nossas ações do dia a dia são realizadas sem ofender o próximo. Nossas ações têm o cuidado de não magoar ou prejudicar o outro. 
“Se os nossos filhos puderem escrever em nosso túmulo: ‘Era fácil viver com este’, isto é bastante para mostrar que vivemos bem no nosso lar” (Autor Desconhecido). Que sejamos pessoas fáceis de viver e conviver. Pessoas que contam com a simpatia dos que estão longe e principalmente de quem está próximo. Que sejamos bênção na sociedade e também em nosso lar. 

O amor cria uma vida sem espinhos.