segunda-feira, 30 de abril de 2012

Habilidades



Houve um encontro na floresta.
Um pássaro, um peixe, um coelho e um pato estavam presentes.
Depois de contarem as novidades, falarem sobre como andam as coisas, começaram a conversar sobre suas habilidades e o modo como cada um lida com as adversidades da vida. Como é previsível, cada um queria mostrar que era melhor e mais astuto que o outro.
O pássaro foi o primeiro:
- Quando um caçador se aproxima de mim, eu saio voando como um foguete muito veloz e potente. Rapidinho sumo da vista dele.

O peixe comentou em seguida:
- Toda vez que vejo um pescador se aproximando, eu começo a nadar com destreza e velocidade. Em segundos já estou em um lugar seguro.
O coelho, por sua vez, disse:
- Com minha astúcia, assim que um caçador se aproxima, começo a correr. Corro como uma bala e vou para longe dele.
O pato, com ar de superioridade por achar que seus companheiros eram limitados, foi para o meio da roda e começou a dizer:
- Eu sou privilegiado. Se um caçador me perseguir, eu não terei o menor problema em despistá-lo.
Eu posso voar como o pássaro, posso nadar sobre as águas, e sei correr muito velozmente. Posso escolher qualquer saída, pois sou muito habilidoso em todos os aspectos.
A discussão continuava quando um barulho despertou a curiosidade de todos. Olharam para o lado e viram um caçador surgir em meio às árvores. Imediatamente o pássaro voou, o peixe nadou para o fundo do rio e o coelho saiu em disparada para longe. O pato, com tantas habilidades, não decidiu a tempo e foi apanhado.

Para refletir
Primeiramente, para ser bem sucedido não basta o conhecimento teórico. Não é suficiente estudar em uma ótima universidade, fazer cursos, etc. É preciso ter senso prático e adaptar-se a cada realidade.
É preciso esforço e superação. Declarar-se o melhor não serve para nada se na hora do aperto não se sabe como agir. Uma postura arrogante, de auto suficiência, traz mais prejuízos do que benefícios.
Talvez você não precise de ajuda na maioria dos trabalhos que realiza, mas uma hora ou outra vai precisar. Se tiver humildade para pedir ajuda, certamente terá êxito. Caso contrário, vai ficar só e não realizará o trabalho.
Outro elemento da parábola é que, apesar de a sociedade atual exigir uma formação ampla, devemos ser muito bons em alguma coisa, em uma habilidade específica, especialmente num mercado competitivo como o atual.
É preciso se destacar em algo.
Uma equipe é beneficiada exatamente quando junta o que cada um tem de melhor, e não quando todos fazem a mesma coisa. O líder deve saber extrair o melhor de cada um e utilizar as habilidades para o bem da equipe.
 Darlei Zanon